Uma estudante foi morta na madrugada desta Sexta-feira( 22) com um tiro na nuca, no Bairro Buenos Aires, zona Norte de Teresina. O assassino tem 19 anos e não aceitava o término do relacionamento. Ela foi identificada como Aniele Magalhães da Silva, de apenas 15 anos e já vivendo situação amorosa de adulto, com mais de 2 anos de convivência!
Segundo populares, ele estava ameaçando-a de morte caso terminasse o envolvimento amoroso de dois anos. A informação dos moradores é que o suspeito tinha saído há poucos dias da cadeia. 
De acordo com a Delegacia de Homicídios, o crime ocorreu por volta das 2 horas da manhã (horário que menor de idade já deveria estar dormindo). “Ele já tinha histórico de bater nela até no meio da rua. A própria mãe já tinha tentado tirar a filha dele, mas ela sempre voltava, pois já tinham envolvimento carnal, não era mais um namoro já que em namoro não há relacionamento sexual", disse um dos presentes em entrevista a uma emissora de tv. "Testemunhas afirmaram que ele só andava armado e a espancava toda semana”, revelou o coordenador da delegacia, delegado Francisco Baretta. 
O caso amoroso da vítima, identificado como Romildo, responde por tráfico de drogas e roubo. A polícia fez diligências no sentido de prendê-lo ainda na madrugada, mas não conseguiram. “Vamos repassar o caso para o Núcleo de Feminicídio, que deve continuar com as investigações”, declarou. 
Corpo ainda está sendo aguardado 
Familiares e amigos aguardam a chegada do corpo da estudante Aniele Magalhães. O velório será realizado na casa da avó, no mesmo quarteirão de sua residência. Ainda não há previsão para o horário do sepultamento, que ocorrerá no cemitério Santo Antônio, conhecido como cemitério do Buenos Aires. 
Aniele cursava a sétima série do Ensino Fundamental na Escola Freitas Neto. O relacionamento do casal durava cerca de dois anos e era conturbado não tinha apoio da família exatamente devido ela ser muito nova e ele não ser visto como uma pessoa socialmente correta, mas o sexo unia fortemente os dois; a vida de "casados" fazia com que um se tornasse parte do outro, daí tantas cobranças e tantas brigas, oriundas de pessoas que ainda não estavam preparadas psicologicamente para vida marital.
De acordo com testemunhas, além do tiro na cabeça, a menina foi encontrada com ferimentos no ombro e o olho direito roxo. 
“Ele mal falava com a família, a gente tinha medo e vivia coagido. Ontem, ele foi a um baile de reggae e na volta eles brigaram. Em seguida, ela apareceu morta em frente de casa. A Aniele queria o terminar o relacionamento, porque ele tinha muito ciúmes. Ele a obrigou a apagar o Facebook e tinha ciúmes dela com a mãe, o padrasto e até mesmo das amigas”, relataram familiares. 
O suspeito do homicídio tem 19 anos e teria levado o celular da vítima. 
Reações:
 
Top