A Praça Senador Joaquim Pires (foto), será uma das contempladas com o serviço gratuito de internet.
O prefeito de Barras, Edilson Sérvolo, conseguiu com que a maioria dos vereadores da Câmara Municipal aprovassem um Projeto de Lei chamado Cidade Digital.
O Cidade Digital promete implantar o sistema de internet gratuita em logradouros públicos de Barras para uma empresa já definida, ou seja: sem licitação. E o mais grave é que a concessão para a utilização do serviço é de 25 anos!
O projeto contempla ainda a essa empresa que não foi licitada, com a doação pela Prefeitura de um terreno de, no minimo, 2000m².
Os vereadores Mateus Aguiar, Cynara Lages, Irlândio Sales e Gorete Lages afirmam terem votado contra por entenderem que o serviço tem um grande benefício, mas que o projeto foi feito para beneficiar alguém.
“Não podemos votar a favor de um projeto que já vem com uma empresa definida, mesmo sem licitação; não informa os valores reais, mas apenas a parte que é gratuita; e uma concessão para 25 anos. ALém disso, exige uma doação de terra. É um projeto vago, confuso”, declarou o vereador Mateus Aguiar.
(*) Com informações do longah.com
Reações:
 
Top