O Ministério Público do Estado do Piauí recebeu denúncia contra a vereadora de Barras, Maria Gorete Lages (foto acima), com Registro Nº 010/2015, datada de 23/04/2015, proferida por sua ex-assessora parlamentar Maria Regina Lopes da Silva.

Maria Regina, que reside no Povoado Belo Unido, zona rural de Barras, se queixou ao Ministério Público Estadual de que "trabalhou com a vereadora Maria Gorete Lages durante o período de 23/01/2013 a Dezembro de 2014. Que neste período foi orientada a abrir uma conta no Banco do Brasil na qual era depositado mensalmente o valor de 01 (um) salário mínimo. Que no mês de Julho de 2014 a vereadora chamou a então assessora dizendo que precisava fazer um abatimento em seu salário, que seria dividido na metade. Maria Regina não aceitou a redução da forma indicada pela vereadora alegando ter feito um empréstimo; mas que aceitaria serem deduzidos R$ 200,00 (Duzentos Reais), o que foi aceito pela vereadora".

Maria Regina disse a Elis Marina Luz Carvalho, assessora do Ministério Público Estadual. que: "mensalmente um funcionário da vereadora Gorete Lages, conhecido como Benfeito, que atualmente exerce a função de assessor de gabinete da parlamentar, ia à sua casa pegar os R$ 200,00 (Duzentos Reais), fato este que durou até Novembro de 2014".

A ex-assessora de Gorete Lages informou ainda ao Ministério Público Estadual que: "Por problemas pessoais, em Dezembro de 2014, informou a vereadora que não aceitaria mais que fossem descontados os R$ 200,00 (Duzentos Reais); mas que na primeira semana de Janeiro de 2015 compareceu ao local de trabalho sendo informada que já havia outra pessoa em seu lugar, uma senhora de nome Conceição, que vem a ser, segundo a denunciante, empregada doméstica da parlamentar, morando em sua residência desde criança".

Maria Regina Lopes da Silva disse ao formular a denúncia no Ministério Público, que: "Se sente constrangida e humilhada em decorrência de tais fatos, solicitando que a vereadora Maria Gorete Lages seja penalizada pelo crime cometido e que ainda pode estar ocorrendo em prejuízo a outras pessoas".

O Ministério Público Estadual ficou de intimar e ouvir a vereadora barrense nos próximos dias e caso seja confirmada perante a Lei a denúncia, a vereadora Gorete Lages estará a mercê de punições severas.

A editoria do tribunadebarras.com procurou falar com a vereadora Maria Gorete Lages para ouvir sua opinião sobre a denúncia de sua ex-assessora, mas o número do telefone que nos foi passado pela assessoria da Câmara Municipal de Barras, estava com mensagem de desligado ou fora de área. De já, conforme manda a ética do jornalismo sério e direcionado a verdade, estamos à disposição da parlamentar barrense para as explicações que achar convenientes.



Reações:
 
Top