Um grupo de parlamentares da Câmara de Vereadores de Barras, encabeçado pelos vereadores Matheus Aguiar e Cinara Lages, esteve visitando várias obras inacabadas na zona urbana.

Na Vila França uma escola com um ginásio poliesportivo coberto, deteriora-se na parte em que foi construída e nunca concluída. A obra teve início em Fevereiro de 2012 e tinha prazo para seu término em Agosto do mesmo ano. O lugar durante a noite serve como "puteiro e local de uso de drogas", segundo vizinhos.

Essa obra tem recursos do Governo Federal com participação da Prefeitura de Barras e é orçada em R$ 617.968,90.

Há também a obra de uma creche abandonada no Bairro Santinho e a de uma quadra poliesportiva com vestiários no Bairro Pedrinhas, dentre em vários bairros. Na obra da creche do Bairro Santinho moradores da vizinhança plantaram até uma "roça de feijão"!

A obra do Cine Teatro, com recursos conseguidos ainda na administração do prefeito Chico Marques, no valor de R$ 800 mil, através de uma emenda do ex-deputado federal Marllos Sampaio (PMDB), só foi colocada os tapumes! E à época o próprio Chico Marques anunciou na imprensa que o dinheiro já estava na conta da Prefeitura. É mais uma obra para compor o cemitério de construções inacabadas em Barras. Cadê o dinheiro?

A reportagem do Tribuna de Barras telefonou hoje (21) para o prefeito Edílson Sérvulo para ouvir dele explicações sobre o por que de as obras ainda não terem sido concluídas, mas seu telefone (86) 9405-**54) não atendeu após cinco tentativas de chamadas. De qualquer forma o tribunadebarras.com está a disposição da Prefeitura de Barras para explicações sobre os casos, afinal trata-se de recursos públicos e é uma obrigação do Executivo dar explicações a imprensa e a sociedade.










Reações:
 
Top