O estudante foi morto por ter tirado esta foto com um bandido estendido no chão! É uma reação inusitada por parte dos bandidos que o assassinaram, mas também reflexiva, pois as pessoas ao verem alguém se afogando, sofrendo após um acidente ou mesmo morto, no lugar de procurarem alguma forma de ajudar, tiraram é fotos ou filmam para postar em redes sociais!
O estudante de Direito, identificado como Angelino Pinto de Oliveira Júnior, 27 anos, foi executado com sete disparos de arma de fogo no bairro Dirceu Arcoverde, na zona sudeste de Teresina. O crime aconteceu por volta das 22 horas desta Sexta-feira (13), a vítima estava na porta de casa quando foi alvejada e veio a óbito no local.

Segundo populares, no início do ano o estudante fez um selfie com o corpo de Fabrício Machado Vasconcelos, 28 anos,conhecido como "Cachorro Louco" morto próximo à sua casa, e acreditam que esse seria o motivo do crime de ontem, já que a vítima não tinha passagens pela polícia e nem envolvimento com drogas. É uma reação inusitada por parte dos bandidos que o assassinaram, mas também reflexiva, pois as pessoas ao verem alguém se afogando, sofrendo após uma acidente ou mesmo morto, no lugar de procurarem alguma foram de ajudar, tirarm é fotos ou filmam para postarem em redes sociais!


O estudante de Direito Angelino Pinto Junior
Ele estava com amigos na porta de casa, quando dois homens se aproximaram e efetuaram os disparos, ele ainda tentou correr, caindo proximo a um bar, no Dirceu II. Nas redes sociais, amigos afirmam que estudante de Direito estava concentrando os amigos para depois irem a um show. 


"Ele estava próximo de casa quando esses dois homens vieram a pé e atiraram nele. Após ouvir os disparos as pessoas que estavam próximas saíram correndo. Não foi possível levantar muitas informações sobre o ocorrido, portanto a gente não sabe de fato como aconteceu", afirmou o sargento Francisco Saraiva, do 8º Batalhão da Polícia Militar.
A polícia ainda não conseguiu identificar os autores do crime. As investigações estão a cargo da Delegacia de Homicídios que foi acionada no local para fazer a perícia. O Instituto Médico Legal também foi acionado para recolher o corpo do jovem.
Nesta manhã já havia sido liberado para o velório.

(*) Texto: Caroline Oliveira e Lucas Marreiros
Reações:
 
Top