O prefeito acusa a empregada doméstica do assassinato da primeira-dama. A empregada acusa o prefeito...
A empregada doméstica, Noêmia Maria da Silva, 43 anos, acusada de participar da morte da primeira-dama de Lagoa do Sítio, afirmou em depoimento nesta quarta-feira (11) que o prefeito Zé Simão (PT) foi quem assassinou a primeira-dama Gercineide Monteiro, 35 anos. Em depoimento na presença do delegado Willame Costa, a empregada confirmou que tinha um relacionamento com o prefeito há cerca de dois anos.

Noêmia conta que os encontros extra-conjugais aconteciam na residência do prefeito e que a primeira-dama não tinha conhecimento da relação.
“Ele tinha ciúmes da esposa que o traiu com o médico (...) que José Simão tinha muita ira por aquele ocorrido”, revela a doméstica durante depoimento na polícia. 
“...diz que o mesmo (se referindo ao prefeito) costumava dizer que se fosse traído mataria a mulher”, garante a doméstica. Ela reafirma que não participou do crime e que não viu. Sua contribuição seria esconder o revolver que foi localizado pela polícia.
Hoje pela manhã ao chegar em Teresina, o prefeito Zé Simão disse que é inocente e quem teria matado sua esposa já estava preso.  
(*) Redação: Caroline Oliveira e Graciane Sousa, Cidade Verde
Reações:
 
Top