Em um show realizado na noite desta Segunda-feira (5) no Clube de Eventos Marruás, na cidade de Porto, distante 60 Km de Barras, a polícia usou spray de pimenta para conter um tumulto e muita gente teve que ser encaminhada para o único hospital da cidade.
De acordo com uma testemunha, no momento em que o cantor Washington Brasileiro fazia seu show no clube, uma briga começou e dois policiais militares que são lotados na Delegacia de Porto, teriam usado spray de pimenta, com o objetivo de conter a discussão.
Ainda segundo as testemunhas e vítimas, o spray de pimenta usado pelos policiais atingiu várias pessoas que estavam participando do show, causando tumulto, pois várias pessoas começaram a passar mal, inclusive algumas chegaram a desmaiar.
Pessoas que estavam no show, levaram as vítimas para o hospital Municipal que fica próximo ao clube, no entanto, não havia nenhuma enfermeira e médico de plantão. Revoltados as testemunhas fizeram um vídeo onde mostra o descaso com o hospital de Porto.
POLÍCIA CONFIRMA O USO DO SPRAY
Segundo o Comandante da Polícia Militar do Piauí, a polícia usou desse meio para conter uma confusão na festa. Ele diz que não sabe ao certo se a situação era tão grave ao ponto de haver a necessidade de usar esse artifício para conter a confusão, mas garante que os polícias só agem dessa forma quando a confusão é generalizada.
De acordo com o comandante, esse tem sido o procedimento que a polícia vem utilizando para evitar o uso de arma de fogo. Mas só é recomendado, quando não há outras forma de contensão. Ele afirma que ainda que não sabe o motivo da ação, mas que se tiver sido feita de forma errada e sem necessidade, a polícia irá investigar e punir os policiais responsáveis.
Quando questionado sobre o fato da polícia não ter socorrido que passava mal, ele comenta que os policiais geralmente não socorrem as pessoas pois o efeito do spray de pimenta ou gás lacrimogênio tem duração de apenas 15 minutos.
(*) Fonte: Com informações do Baixo Parnaíba
Publicado Por: Larice Sena
Reações:
 
Top