Antes do piauiense Renê, somente o argentino Conca, do Fluminense/RJ, havia atingido a marca em 2010 de atuar 38 jogos seguidos vestindo a camisa do seu clube. O diferencial é que o meia não joga como marcador, como Renê, que ainda passou 14 rodadas pendurado com dois cartões amarelos.

Sem nenhuma lesão, o jogador piauiense do Sport Recife também está entre os melhores nos quesitos desarmes e passes certos.

Antes do jogo do último Domingo (7 de Dezembro de 2014), segundo o Sport, Renê jogou 5.214 minutos e percorreu 566 quilômetros em campo - é como se tivesse viajado de Picos, sua terra natal, para Parnaíba, no litoral do Piauí.

- Estou fechando um ano de grandes conquistas. Antes do Brasileirão, ganhamos a Copa do Nordeste e o Campeonato Pernambucano. E, agora, tenho mais esse orgulho: poder fechar uma edição da Série A com participação em todas as partidas disputadas pelo time que me revelou. Só tenho a agradecer a todos os meus companheiros de grupo, além do técnico Eduardo Baptista e sua comissão, que sempre confiaram em mim- comemorou o jogador, em declaração ao site oficial do Sport Recife.

E não é só presença em campo. É eficiência também. Logo aos três minutos de jogo, Renê deu o passe para Joelinton marcar: Sport 1x0 São Paulo. E assim terminou o jogo da última rodada do Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão em 2015.
Reações:
 
Top