A progressista cidade de Esperantina, distante 50 quilômetros de Barras e com território municipal desmembrado da Terra dos Governadores em 15 de Dezembro de 1938, está chamando atenção de quem passa pela Princesa do Longá em virtude da bela decoração natalina das suas ruas, avenidas, praças e prédios públicos.

Este ano a administração do prefeito Lourival Bezerra Freitas não mediu esforços para neste período de festas de final de ano deixar a cidade mais bonita e mais atraente.

Esperantina tem cerca de 40 mil habitantes, é um dos maiores centros comerciais do Estado do Piauí e é cidade polo regional, tendo uma população flutuante diária de cerca de 3 mil pessoas, advindas de cidades vizinhas que procuram Esperantina especialmente por conta do comércio e serviços bancários.







Abaixo, veja histórico com os administradores do município desde sua fundação.

Criada a Vila de Boa Esperança em 1920 foram intendente e prefeitos de Esperantina:

01º – Manoel Lages Rebêlo (1921 – 1924)
02º – Manoel Lages Rebêlo (1925 – 1928)
03º – José Fortes Castelo Branco (1929 – 1930)

Com a extinção do cargo de intendentes foram nomeados prefeitos:

01º – Manoel Lages Rebêlo (09.10.1930 – 31.05.1931)
02º – José Felipe de Madeira Campos (01.06.1931 – 01.07.1931)
03º – Manoel Carvalho Ramos (18.09.1934 – 26.03.1936)
04º – Antonio Diniz Chaves (27.03.1936 – 10.11.1937)
05º – Antonio Diniz Chaves (01.12.1937 – 23.11.1945)
06º – Gonçalo Furtado Filho (24.11.1945 – 23.12.1945)
07º – Manoel Lages Rebêlo (24.l2.l945 – 23.12.l945)
08º – Edson Rebêlo de Carvalho (23.03.1943 – 11.05.1947)
09º – Wager de Sousa Campos (12.05.1947 – 27.01.1948)
10º – Claudemira Regina de Carvalho Fortes (28.01.1948 – 08.02.1948)
11º Francisco de Sousa Fortes (09.02.1948 – 20.04.1948)

Prefeitos eleitos em pleito popular:

12º – Joaquim Batista Amorim (21.04.1948 – 31.01.1951)
13º – José Nogueira da Aguiar (1.02.1951 – 30.01.1959)
14º – Harmi1ton de Melo Rebêlo (31.0l.1955 – 30.01.1959)
15º – Antônio Diniz Chaves (31.01.1959 – 30.01.1963)
16º – José Patriotino Rebêlo (31.01.1963 – 30.01.1967)
17º – Edson Rebêlo de Carvalho (31.01.1967 – 30.01.1971)
18º – Luís Gonzaga Rebêlo (31.01.1971 – 30.01.1973)
19º – Zoraide Fernandes de Carvalho (31.01.1973 – 31.01.1977)
20º – Francisco das Chagas Rebêlo (01.02.1977 – 31.12.1982)
21º – Manoel Lages Filho (01.01.1983 – 31.12.1988)
22º – Joe Alves de Alcântara (01.01.1989 – 31.12.1992)
23º – José Ivaldo Franco (01.01.1993 – 31.12.1996)
24º – Francisco das Chagas Rebêlo (01.01.1997 – 20.02.2000)
25º – Alfredo Castro Filho (10.03.2000 – 31.12.2000)
26º – José Ivaldo Franco (01.01.2001 – 31.12.2004)
27º – Antonio Felipe Santolia Rodrigues (01.2005 – 30.10.2008)
29º – Francisco Antônio de Sousa Filho (01.01.2009 – 31.12.2012)
30° - Lourival Bezerra Freitas (01.01.2013 - 31.12.2016)

(*) Texto: Reinaldo Barros Torres (Academia de Letras do Vale do Longá)
Reações:
 
Top