Consagrado entre os municípios do interior do Piauí como a maior competição rural, a 21ª edição do Copão Rural de Barras, contou com a participação de 23 equipes sendo as mesmas divididas em grupos, 11 da chamada “Zona da Puba” e 12 da “Zona da Mata”.

Nos últimos dois anos a premiação ficou com as equipes da Zona da Puba, quebrando assim uma hegemonia da Zona da Mata, que venceu esta competição mais de seis vezes consecutivas.

Com um bom público a final do Copão Rural aconteceu neste Sábado (6) às 16h, no Estádio Juca Fortes. A equipe do Canto do Sindô, que começou o jogo na retranca ainda na primeira etapa, abriu o marcador com o jogador Francisco, camisa 7.

Após o intervalo a equipe do Sossêgo inicia a segunda etapa pressionando a equipe do Canto que no inicio do segundo tempo mostrou-se mais apática. O Sossego empatou o jogo com um gol olímpico na cobrança de escanteio feito pelo jogador camisa 8 “Estaca”.

Empolgadas, a equipe da Zona da Mata, após o empate, parte para cima e em um contra ataque do Canto o jogador Naldo camisa 10, sofre pênalti, onde o zagueiro Fredson, camisa 4 é expulso. O próprio Naldo vai para a cobrança mais não converte a penalidade.

O jogo esquenta, mais aos 40 minutos, o que não é novidade, a energia falta interrompendo a partida, depois de decorridos 30 minutos, volta à energia, o jogo é reiniciado e logo termina, levando a decisão da 21ª Copa Rural de Barras para a decisão nos pênaltis, onde a equipe do Canto do Sindô venceu o Sossego por 4 X 3.

A premiação contou com a participação de alguns vereadores, secretários, no qual o representante do prefeito justificou em seu pronunciamento, que a ausência do mesmo foi por motivos de saúde.

As equipes finalistas faturaram R$ 12 mil reais, fora a renda. Na disputa do terceiro lugar a equipe e dos Três Caminhos venceu por 5 a 1 a equipe da Vereda Grande.

(*) Texto e fotos: Izidio Pessoa, aquivoceficasabendo.com.br









Reações:
 
Top