O jornalista Amadeu Campos entrevista o delegado Bareta no Jornal de Teresina, da TV Cidade Verde/SBT.
O delegado Bareta informou que a Polícia Civil do Piauí terá condições de identificar um a um quem participou do linchamento e morte do Felipe e quem estava no local. "Cada um será responsabilizado na medida da sua culpabilidade", enfatizou o delegado.
Para o delegado a Polícia Civil "não pode admitir a era da vingança porivada, o único que tem direito de punir é o Estado".
Felipe e um outro rapaz, chamado Eguiberto, pegaram um táxi no Bairro Saci e quando chegaram na Avenida Gil Martins, tentaram assaltar o taxista com uma faca. O motorista conseguiu se livrar dos assaltantes, que fugiram sem levar nada.
A polícia conseguiu capturar Eguiberto, que chegou a ser conduzido à Central de Flagrantes, mas foi liberado porque não houve registro de queixa pela vítima. Já Felipe foi espancado até a morte na rua Paulistana, Bairro São Pedro, zona sul de Teresina.
No estúdio do programa Jornal do Piauí, da TV Cidade Verde/SBT, o assunto também foi debatido com convidados especiais, que divergiram em vários pontos. Algumas frases pontuaram o debate, confira:.
"No Piaui temos 3 mil presos e 2.800 mandados de prisão expedidos pelos juizes do Piauí sem cumprimento. O problema não é policia prende e Justiça solta", disse o juiz corregedor José Airton.
"Está faltando polícia na rua, nós não temos que ter sensação de segurança e sim segurança de verdade", falou o advogado criminalista Leôncio Coelho.
"Essa atitude dos taxistas voltou pela sensação de medo", afirmou o promotor de Justiça João Benigno Filho.
"A PM estava lá e fez o que era para fazer, todo mundo tá falhando no processo", falou o coronel Renato Alves, chefe de comunicação da PM.
(*) Marcelo Lopes< Cidade Verde
Reações:
 
Top