É vero que a maioria quase que absoluta dos marginais usa tatuagem em algum lugar do corpo e que para a polícia usar uma tatuagem já coloca a pessoa como suspeito. Mas  o autor da chacina de São Miguel do Tapuio/PI foi mais longe: tatuou seu ídolo Osama Bin Laden num dos braços. Para a psicóloga Patrícia Amorim "a tatuagem quando feita em homenagem a um ser humano geralmente demonstra o direcionamento de personalidade aliada a do homenageado; e o perfil de Clewilson Vieira Matias se aproxima a de um psicopata ou a dos homens bombas do Oriente Médio; e a quantidade de armas encontradas com ele, entre elas armas de grosso calibre, também demonstra isso".
Clewilson Vieira Matias, 34 anos, acusado de cometer a chacina de São Miguel do Tapuio da semana passada, quando matou 5 pessoas, foi apresentado em Teresina horas depois de ser preso nesta Quinta-feira (6). Sem camisa, era possível ver em seu braço direito uma tatuagem de Osama Bin Laden, líder do grupo terrorista apontado como autor dos atentados de 11 de setembro de 2001, que mataram centenas de pessoas nos Estados Unidos. 
Osama Bind Laden era líder do grupo terrorista Al-Qaeda, acusado de sequestrar quatro aviões e derrubar as torres do World Trade Center, em Nova Iorque. Os ataques mataram quase três mil pessoas. 
Após ser preso hoje, Clewilson declarou ao delegado Laércio Evangelista que pretendia matar 20 pessoas, e não apenas as cinco assassinadas no dia 31 de Outubro. Depois de uma semana de fuga pela mata, ele foi encontrado em uma casa na zona urbana de São Miguel Tapuio.
O tenente-coronel Gomes, que auxiliou nos trabalhos em São Miguel do Tapuio, disse que Clewilson contou com apoio de pessoas na cidade, e será investigado se isso aconteceu por medo ou conivência. Com ele a polícia encontrou duas facas, 115 munições, uma espingarda calibre 12, uma submetralhadora e ainda uma pistola. O revólver, ele teria abandonado na mata durante a fuga. 



Reações:
 
Top