Os jogadores do Barras estão apreensivos e sem saberem se ainda continuam ou não no Campeonato Piauiense Sub-17. 
O tribunadebarras.com manteve contato com Manoel Cordeiro, diretor do Barras Futebol Club e o técnico Zezé Tiúba, para colher informações sobre o processo que o Leão do Marathaoan deu entrada na Federação de Futebol do Piauí - FFP, pedindo para que sejam cassados os 3 pontos do Fluminense Futebol Barrodurense, conquistados com a vitória do time da cidade de Barro Duro por 7x0 diante do Biroesportes, em jogo válido pela 5ª e última rodada da fase classificatória do Campeonato Piauiense Sub-17. O Barras alega na questão que o Fluminense Barrodurense descumpriu o Artigo 5º do Regulamento ao levar a campo seus jogadores vestidos em cores que descaracterizavam a agremiação da cidade de Barro Duro, que tem cores originais verde, amarelo e branco e apresentou-se com uniforme rubro-negro, comprovadamente pedido emprestado de uma time da cidade de Passagem Franca/PI, distante 10 quilômetros de Barro Duro.

Para ser registrada a queixa do Barras Futebol Club junto ao Tribunal de Justiça Desportiva - TJD, o Tricolor Barrense teve que pagar a FFP - Federação de Futebol do Piauí uma taxa de R$ 250,00 (Duzentos e Cinquenta Reais),  e segundo o diretor Manoel Cordeiro foi cumprido o pagamento.

Manoel Cordeiro informou ainda ao Tribuna de Barras que tem procurado a FFP para que se posicione sobre o caso. Que ontem (14) a tarde telefonou para José do Egito (presidente do TJD da FFP) e o mesmo dissera que estava em um velório e por conta disso não houve a apreciação do pleito no Tribunal de Justiça Desportiva, mas que o julgamento aconteceria as 15 horas desta Quarta-feira (15), portanto três horas antes do horário marcado para a primeira partida das semifinais.

Já a Federação de Futebol do Piauí - FFP marcou para a noite desta Quarta-feira (15) as duas partidas da semifinal da competição, sendo o primeiro jogo a ser realizado as 18 horas envolvendo o Esporte Clube Flamengo (Flamengo do Piauí) e o Tiradentes; e o segundo jogo marcado para as 20 horas envolvendo o Racing e o Fluminense Futebol Barrodurense. O correto, segundo o técnico do Barras, Zezé Tiúba, seria a FFP só marcar os jogos das semifinais após a denúncia do Barras contra o Fluminense Barrodurense ser julgada pelo TJD.


Time do Barras Futebol Club que disputa o Campeonato Piauiense Sub-17 de 2014
Denúncias...


A comissão técnica do Barras Futebol Club recebeu denúncia do técnico de um dos clubes participantes do Estadual Sub-17 de que o Biroesportes teria levado a campo no jogo em que perdeu de 7x0 para o Fluminense Barrodurense um jogador que não estava inscrito na competição. Há ainda "boatos" de que o Biroesportes teria sido "agraciado pecuniariamente" para que perdesse o jogo por goleada (o que beneficiava o Fluminense Barrodurense), já que embora tenha 4 goleiros inscritos na competição, não levou nenhum para o jogo contra o Fluminense Barrodurense, colocando um zagueiro como goleiro; o que teria facilitado a expressiva vitória por 7x0 do time da cidade de Barro Duro. 

Presidente do Barras Futebol Club não acompanha o time no Campeonato Piauiense Sub-17

O técnico Zezé Tiúba informou ao tribunadebarras.com que mesmo antes de começar o Campeonato Piauiense Sub-17, o presidente da agremiação, Laércio, avisara que não iria interferir em assuntos de categoria de base, que para ele só interessava o time profissional. 

A atitude do presidente do Barras, se confirmada, mostra o desinteresse do Bafo em constituir-se de fato como uma agremiação de futebol e confirma-se que o principal problema do futebol piauiense - segundo demasiadamente debatido ontem (14) no Seminário sobre o Futebol Piauiense promovido pela FFP -, é de fato a falta de investimento (e interesse dos dirigentes) nas categorias de base.

Apoio ao Barras no Estadual Sub-17

Com o presidente do Barras Futebol Club tendo virado literalmente as costas para com o apoio ao time no Campeonato Piauiense Sub-17 - embora que seja um grande cidadão e venha conduzido com altivez sua gestão -, restou apenas o esforço do dedicado diretor Manoel Cordeiro, do técnico Zezé Tiúba, preparador físico Arturo Marques, preparador de goleiros Trombada e do massagista Manoel Morais, que voluntariamente, ou seja, sem receberem remuneração, ajudam ao Barras na competição. O transporte, um ônibus de luxo da empresa General  e a alimentação dos atletas, são patrocinados pela Prefeitura de Barras através do prefeito Edílson Sérvulo.

Fluminense Futebol Barrodurense



No clube da cidade de Barro Duro, distante 100 quilômetros ao sul de Teresina e 220 quilômetros ao sul de Barras, os jogadores também estão apreensivos com relação ao julgamento do TJD da FFP. A editoria do tribunadebarras.com conversou por telefone e via internet com alguns dos jogadores e os mesmos se dizem preocupados, pois não sabem se devem ir ou não a Teresina para a disputa do jogo na noite de hoje (15) contra o Racing, já que não houve até o momento nenhum comunicado oficial da FFP e nem publicação no site da mentora do futebol piauiense sobre o desenrolar do caso denunciado pelo Barras. Que estão sabendo pela imprensa que haverá a rodada na noite desta Quarta-feira no Estádio Lindolfo Monteiro, mas que não houve até o momento nenhum comunicado da FFP sobre a situação. 


O Campeonato Piauiense Sub-17/2014



O Estadual Sub-17, realizado este ano em sua primeira edição e com a presença de 12 clubes, tem agradado tanto pelo nível técnico dos clubes que o disputam, como pela organização da competição realizada pela Federação de Futebol do Piauí. Esse problema envolvendo o Barras e o Fluminense Barrodurense constitui-se na primeira insatisfação/reclamação feita dentro da competição.

A FFP tem dado toda uma estrutura para que o Campeonato Piauiense Sub-17 seja realizado dentro das melhores condições. Os jogos são disputados em bons estádios: Albertão, Lindolfo Monteiro e campo do CFAP. A arbitragem também tem sido de bom nível.

As mudanças positivas acontecidas no futebol piauiense após a FFP passar a ser dirigida pelo empresário Cesarino Oliveira, tem dado credibilidade não só a própria Federação de Futebol do Piauí, mas ao próprio futebol piauiense. De forma alguma um possível erro do Tribunal de Justiça Desportiva - TJD pode ser vinculado ao desempenho considerado satisfatório da atual diretoria da FFP, é bom que se ressalve.

Reações:
 
Top