O então Presidente Lula visitando um casebre em Guaribas/PI, cidade piloto para o Fome Zero e que após 12 anos ainda tem cerca de 97% da população abaixo da linha de pobreza.

Dilma Rousseff (PT) foi reeleita Presidente da República e novamente teve uma votação expressiva no Piauí, com 78,22% dos votos válidos. O Piauí foi o segundo Estado onde a Presidente Dilma conseguiu o maior percentual de votos no País, perdendo apenas para o Maranhão onde a Presidente teve 78,60%. Os dois estados são os mais pobres do Brasil e sua população na maioria, depende do Bolsa Família. No Maranhão Aécio Neves só venceu em uma cidade, e pela diferença de 01 voto! No Piauí Dilma venceu em todas as cidades.

O resultado se mostra mais expressivo, principalmente com o fato da presidente ter conseguido mais de 90% dos votos válidos em muitos municípios do Piauí, principalmente em cidades com o maior índice de pobreza no Estado e no País, como Bela Vista do Piauí e Guaribas.

Em Bela Vista do Piauí, Dilma conseguiu 93,25% e Aécio 6,75%. Já em Guaribas, Dilma conseguiu 92,25% e Aécio 7,75%. Esses estão entre os dez municípios mais pobres do Brasil e cerca de 90% dos seus habitantes possuem o Bolsa Família.

Boa parte dos municípios que Dilma conseguiu uma votação expressiva são localizados nas regiões Centro e Sul do Piauí, como em Capitão Gervásio, onde Dilma teve 93,19% e Aécio 6,81%. 

Todos municípios de povo muito pobre, onde não há escola pública de qualidade, existe alto índice de analfabetismo, não há hospitais e nem médicos; e apenas um policial na Delegacia de Polícia, quando há delegacia. Ressalva-se ainda o consumo de drogas se alastrando no meio da juventude e a gravidez crescente na adolescência sem que a mulher tenha contraído matrimônio.

Veja porcentagem da votação dos 17 municípios do Piauí que deram mais de 90% dos votos a Dilma Rousseff no segundo turno.

1º - Bela Vista do Piauí: 93,25% dos votos válidos.
2º - Capitão Gervásio Oliveira: 93,19% dos votos válidos.
3º - Ribeira do Piauí: 92,54% dos votos válidos.
4º -  Guaribas: 92,25% dos votos válidos.
5º - Campo Alegre do Fidalgo: 91,82% dos votos válidos.

6º - Alvorada do Gurguéia: 91,55% dos votos válidos.
7º - Brejo do Piauí: 91,34% dos votos válidos.
8º - Nazaré do Piauí: 91,25% dos votos válidos.
9º - Pavussu: 91,23% dos votos válidos.
10º - Campinas do Piauí: 91,21% dos votos válidos.
11º - Dom Inocêncio: 91% dos votos válidos.
12º - Cajazeiras do Piauí: 90,91% dos votos válidos.
13º - João Costa: 90,90% dos votos válidos.
14º - Júlio Borges: 90,89% dos votos válidos.
15º - São Braz do Piauí: 90,50% dos votos válidos.
16º - Coronel José Dias: 90,34%
17º - Cocal de Telha: 90,07% dos votos válidos.

75% dos municípios do Piauí estavam entre os mais miseráveis do Brasil há 12 anos. Em 2014 continuam na mesma situação de pobreza. 

Dos 1.325 municípios com menor participação na geração de riquezas no Brasil, 75% estão no território piauiense. Isto é, 168 das 224 cidades do Estado estão entre as mais pobres do Brasil. O Piauí é o Estado com maior percentual de municípios nessa condição e desde que o PT se tornou governo, há 12 anos, os governadores que passaram pelo Estado ou são do PT ou são aliados.

Dos municípios piauienses, Miguel Leão e Santo Antônio dos Milagres, representam não só os menores PIB's do Piauí como também de todo o Brasil.

Cinco municípios concentram quase 60% da geração de renda no Estado, sendo que Teresina responde por quase 48% desse valor. Também se destacam: Parnaíba, Picos, Floriano e Uruçuí. O setor de serviços, que puxa a geração de renda na Capital, representa 78% desse valor.

Reações:
 
Top