Atualizadas :

Mulher de Valença do Piauí pode ser peça chave em nova fase do caso Fernanda Lages Veras

sexta-feira, 4 de novembro de 2011


Amizade suspeita: Nairinha e Fernanda

Duas moças ( uma delas loira ) e um rapaz foram vistos por um vigilante de uma empresa de segurança de Teresina, às 3 horas da manhã, sentados no meio fio da calçada do prédio do Ministério Público Federal, na avenida João XIII, no dia em que Fernanda Lages Veras foi encontrada morta.O trio estava ao lado de um Fiat Uno escuro.

A informação é de fonte policial altamente acreditada que explicou ainda que os investigadores conseguiram identificar o vigilante cujo depoimento, na ocasião, foi comemorado como um fato altamente importante para o desvendamento do mistério que envolve a morte da moça.

Levado para depor e diante de uma fotografia de Naira Veloso, a Nairinha, o vigilante teria reconhecido a amiga de Fernanda como a moça que vira de madrugada sentada com uma outra garota morena de "pernas muito bonitas"..Ele disse que a garota morena estava com uma roupa escura e que não sabia se era um vestido ou uma calça.

Na realidade o vestido que Fernanda vestia na na madrugada em que foi morta era um modelo que realmente deixava essa dúvida.O vigilante disse que por volta das 3 horas da madrugada do dia 25 de agosto, estava fiscalizando o serviço de colegas em empresas da avenida João XXIII, quando percebeu as três pessoas sentadas com o carro estacionado sob uma pequena mangueira na porta da obra do Ministério Público Federal.

A mangueira existe e nessa posição quem trafega na avenida João XXIII no sentido centro/balão do São Cristovão, só consegue perceber se diminuir a velocidade significativamente.

Desmentido

O vigilante e o depoimento existem e está registradoi mas o fato desalentador foi o depoimento de Nairinha, que ouvida logo em seguida,disse nunca ter estado com Fernanda naquele local, muito menos na madrugada da morte.

Como se não bastasse o depoimento de Nairinha, nesse horário a polícia registra a presença de Fernanda na boate Cenário.São muitos depoimentos que asseguram que às 3 horas da manhã a estudante de direito estava se divertindo na boate, onde ficou com duas pessoas, inclusive um advogado.

Na boate o grupo do qual Fernanda fazia parte era composto de 16 pessoas, todos num único local.Ali se encontraram desde as pessoas que haviam assistido ao jogo do Flamengo X Atlético do Paraná, na churrascaria Água de Chocalho, até outros que apareceram já na boate, como um jovem empresário maranhense que tem um apartamento de luxo em Teresina, e um produtor de eventos e contato de bandas de forró muito conhecidas.

(*) Fonte: Feitosa Costa, GP1
Share this Article on :
 

© Copyright Tribuna de Barras 2010 -2011 | Design by Misael Lima | Published by Tribuna de Barras | EXPEDIENTE: Reinaldo Barros Torres (Editor Responsável), Diretoria Comercial: Davi Santos Gomes, Diretoria de Expansão e Planejamento: Natan Santos Gomes, Diretoria Técnica Operacional: Misael Lima. CONSELHO EDITORIAL: Carlos Antônio Torres Gomes, Antônio José dos Santos Torres Filho, Zenóbia Cristina dos Santos Torres, Jardel Torres Pimentel, José Airton Pimentel Filho, Roney Rodrigues do Monte Torres, Wallace Monte Barros, Francisco das Chagas Torres Júnior, Daniel Santos Gomes, Roxana Torres, Apolo Victor Torres, Sandro Almeida Paz Filho, Gabriela Barros Almeida Paz, Adriano Albuquerque, Joanderson Torres, Jordana Torres, Lucas Daniel Lima Farias. CONTATOS COM A REDAÇÃO: Telefones: (86) 9949-6822, 9504-0788, E-mail: tribunadebarras@hotmail.com